quarta-feira, 11 de agosto de 2010

SHH - Maracanã





Centro de macumba gigante, palco de peladas épicas e regado com o sangue de torcedores de todos os times em emocionantes brigas de foice, o Marcanã é o maior templo do futebol brasileiro.

Porém, nem todos conseguem apreciar tal espetáculo de sanguinolência, esporte e fair play, q remonta as graciosas lutas do Coliseu, proporcionado por tal ambiente e esporte que ele acolhe.

Este é o caso de um juvenil membro de nossa mesa, que foi pela primeira vez ao Maracanã para ver um épico combate entre dois times ridículos: Fluminense e Grêmio Prudente, ocorrido em 15/7.

Viadagem, Final Fantasy em filas e a deliciosa verdade sobre professores de pilates... isto e muito mais na Happy hour dessa semana! E não se esqueçam de comentar ou enviar emails para shappyhour@gmail.com .





Links comentados na leitura de comentários:

FIST FUCK AGRÉDI (terceira música)




5 comentários:

Camila T. disse...

Então todo homem que vai ao estádio está, na verdade, excitado por baixo das roupas? Um monte de homem de pau duro, todos juntinhos, coladinhos, na arquibancada? É isso?

E depois o cara que não gosta de futebol é que é gay, né?! Aham, que coooooisa.

Teh...=) disse...

Ahhh então é por isso que a torcida grita como louca? Todos excitados, se esfregando... O_o

E que história é essa? EU vou tirar a roupa quando tiver 5 mil comentários?

Fredbcruz disse...

Por isso que eu nunca gostei de futebol (Y'
Acho que entendo porque o Hugo Lima insiste em mandar para o e-mail pessoal do xxx Charles:
He did it for the lulz.
Continuem assim que ta muito bom!!!

Enio disse...

Muito bom!
A mudança do Barueri pro grêmio prudente foi realmente uma história engraçada.Detalhe, esse time ano passado foi acusado de receber duas malas brancas(suborno para se esforçar contra um time adversário para favorecer a um terceiro time na tabela de pontos).
Primeira vez do El Mamut no maracanã e os torcedores do fluminense resolvem brincar de Tocha Humano! LOL!

Agesilau, o Azarado disse...

Isto é demasiadamente insano, afinal de contas, como o Rio de Janeiro poderia orquestar/organizar uma política de pão e circo, se o pão já não é vendido a preço de "pão", quiçá de "banana". Contudo, torna-se demasiadamente hilário observar a maneira como os indivíduos do nosso querido Estado, se não de nosso rico e grandiosos país, se degladiam em nome de nada, afinal, toda importância dada a esses seres acéfalos que devido ao fato de saberem chutar uma bola recebem 10 trilhões por hora/jogo. Isso é vergonhoso. Entretanto, fico feliz que um de vocês tenha ido a um jogo de futebol, isso demonstra como somos inúteis e volúveis. Enfim, gostei muito do trabalho de vocês.
Att.,
Agesilau, o Azarado.

Postar um comentário

 
© Designed by Camila T.